Vaporização na pele: como fazer e por que ela é tão benéfica?

Vaporização na pele: como fazer e por que ela é tão benéfica?

Se você está à procura de alguma técnica para melhorar o aspecto da sua pele do rosto, uma ótima dica é você aplicar a técnica de vaporização na pele. Afinal de contas, além de ser uma dica extremamente simples de ser aplicada, traz benefícios bastante interessantes. Quer saber mais a respeito sobre essa dica? Então é só continuar nesse artigo!

Vapor de água saindo de uma chaleira cor de cobre
A vaporização é uma técnica bastante simples e que qualquer pessoa pode fazer em casa. E é justamente devido a sua facilidade e extremo benefícios que ela é bastante procurada pelas mulheres.
(Imagem: kboyd via Pixabay)

A vaporização na pele é uma técnica um tanto quanto antiga, mas que nem todo mundo tem conhecimento. Trata-se de uma dica muito utilizada pelas mulheres que querem melhorar o aspecto da sua pele facial. É verdade que é uma técnica bastante simples de ser feita. Porém, s necessários alguns cuidados no momento da aplicação da técnica.

Fora isso, é interessante saber que há algumas variações da técnica de vaporização da pele, onde o principal intuito é de maximizar os benefícios e resultados proporcionados por essa dica. Sendo assim, se você quer saber tudo a respeito dessa técnica, basta ficar de olho no nosso artigo de hoje! Confira.

O que é vaporização?

Assim como o próprio nome indica, a vaporização nada mais é que uma técnica onde se utiliza o vapor da água para conquistar alguns benefícios para a nossa pele facial. Todo mundo sabe que o nosso rosto é uma área bastante sensível. Por isso, é importante ter certos cuidados.

A vaporização consiste em ferver a água e aproximar o rosto do vapor proporcionado. É algo extremamente simples e que qualquer pessoa pode fazer em casa. E é justamente por isso que a vaporização é muito utilizada pelas mulheres; devido a sua praticidade.

A vaporização não causa danos a pele?

Essa é uma dúvida bastante comum quando falamos de vaporização, e se trata de uma questão bastante pertinente ao assunto. Afinal, diversos dermatologistas afirmam que o contato direto com altas temperaturas podem causar malefícios tanto aos nossos fios quanto a nossa pele.

Mulher asiática com uma toalhda na cabeça cuidando da pele do rosto.
A vaporização pode sim acarretar em danos a nossa pele. E é por esse motivo que você deve ler esse artigo, para aprender a maneira correta de aplicar essa técnica sem correr riscos.
(Imagem: Andrea Piacquadio via Pexels)

Então, isso faz com que algumas mulheres se perguntem se, ao aplicar a técnica de vaporização, não está suscetível a obter algum dano a pele do rosto. Na verdade, para aplicar essa técnica, existe um modo de preparado. E, quando todos os cuidados são devidamente seguidos, não há nenhum perigo.

Porém, se você simplesmente resolve realizar a vaporização no rosto sem qualquer instrução, é capaz de você sofrer algumas consequências negativas. Portanto, para garantir que você não sofrerá nenhum malefício advindo da vaporização, não deixe de conferir esse artigo, pois iremos explicar a maneira correta da aplicação dessa técnica.

A vaporização acomete em algum risco?

Apenas quando a técnica não é aplicada corretamente é que pode acometer algum risco. Segundo alguns dermatologistas, o contato direto com água quente pode causar queimaduras na pele, uma vez que ela pode remover a camada protetora da epiderme, deixando o rosto vulnerável.

Sendo assim, quando a vaporização é feita erroneamente, corre-se o risco de a pele ficar ressecada e com aspecto “craquelado”, o que pode ocasionar no surgimento de coceiras ou mesmo alergias, visto que a pele se torna mais sensível e desprotegida.

Como o contato direto com altas temperaturas ocasiona no desgaste da epiderme, isso pode favorecer o aparecimento de algumas doenças como a dermatite, eczema ou mesmo outras infecções advindas de vírus, fungos e bactérias.

Mas, assim como ressaltados os possíveis riscos que a vaporização na pele pode acometer, também é importante salientarmos os pontos positivos. Ademais, é bom ressaltar que a vaporização é uma técnica indicada pelos dermatologistas, mas com os devidos cuidados. Então, continue nesse artigo para aprender a maneira correta de aplicar essa técnica.

Quais os benefícios da vaporização na pele?

A água quente tem o poder de abrir os nossos poros, o que resulta em uma limpeza mais intensa e profunda. Sendo assim o principal benefício da vaporização é o fato de proporcionar mais limpeza para a pele do rosto.

Se você tem problema com acne ou espinhas, por exemplo, certamente a sua pele irá se beneficiar grandemente da vaporização. Ademais, essa técnica estimula o fluxo sebáceo, o que empurra as camadas mortas que acabam se acumulando na nossa pele.

Mulher se olhando no espelho cuidando da pele do rosto.
Ainda que seja uma técnica bastante simples e que qualquer um possa fazer, a vaporização na pele do rosto imbui em inúmeros benefícios.
(Imagem: Ivan Samkov via Pexels)

Outro benefício bastante relevante a respeito da vaporização é que ela aumenta o fluxo sanguíneo da região, resultando em uma maior oxigenação da pele e propiciando a regeneração das células. Como resultando, obtém-se uma pele mais firme e rejuvenescida. Além disso, podemos pontuar os seguintes benefícios da vaporização na pele:

  • Auxilia na desintoxicação da pele facial;
  • Ajuda na remoção de resíduos e toxinas;
  • Desobstrução de poros;
  • Suaviza e reidrata a camada superficial da pele;
  • Diminui a aparição de cravos e espinhas.

Como você pode perceber, apesar de ser uma técnica bastante simples de ser feita, ele acarreta grandes benefícios para a nossa pele do rosto. O vapor estimula bastante processos internos na pele já que amolece a camada superficial da pele e penetra em camadas mais profundas.

As gotículas que se formam ajudam a oferecer uma hidratação mais intensa, e tudo isso enquanto proporciona o relaxamento dos músculos faciais e removem as impurezas que entopem os nossos poros.

Portanto, se você quer aumentar a circulação sanguínea, prevenir as tão temidas linhas de expressão e rugas, basta apostar na aplicação correta da técnica de vaporização no rosto.

O que é necessário para fazer a vaporização?

Por ser uma técnica bastante simples e caseira, não é preciso muita coisa. Na realidade, a vaporização caseira exige apenas água quente, uma tigela/bacia grande e uma toalha. Porém, para incrementar o resultado, é interessante adicionar um óleo essencial.

Isso porque alguns óleos têm o poder de potencializar ainda mais os benefícios da vaporização. Então, se puder, invista em óleos como: camomila, lavanda, sálvia, alecrim ou erva doce, por exemplo, pois são ótimos para e pele do rosto, podendo deixar o rosto ainda mais hidratado.

Como fazer a vaporização na pele?

Assim como mencionado em parágrafos anteriores, se essa técnica for aplicada da maneira errada, você pode sofrer algumas consequências negativas. Então, para evitar esses problemas, certifique-se de seguir corretamente todo o passo a passo a seguir:

  1. Inicie o processo limpando o rosto com sabonete própria e água em temperatura ambiente;
  2. Depois, ferva a água e despeje em um recipiente apropriado;
  3. Se você optou por utilizar um óleo essencial, basta adicionar algumas gotas no recipiente;
  4. Em seguida, é só aproximar o seu rosto do recipiente, sem que ele encoste na água;
  5. Pegue a toalha e coloque em volta do seu rosto, criando uma “cabana”, onde o vapor se direcionará todo para a sua pele do rosto;
  6. Mantenha os olhos e boca fechadas;
  7. Fique com o rosto no vapor por 10 a 20 minutos, no máximo;
  8. Ao final do tempo, seque o seu rosto com uma toalha e, se possível, aplique um hidratante facial;
  9. Se você tiver alguma espinha ou cravo, ao final da vaporização, você pode tentar tirar, dede que utilize os utensílios corretos e devidamente esterilizados.

Para garantir todos os benefícios, é fundamental que você se certifique de que o vapor não está muito quente. Se você sentir algum desconforto devido a temperatura, espere esfriar um pouco e não coloque o rosto muito próximo do vapor.

Ademais, se você decidiu por utilizar um óleo essencial, é importante que você opte por um do qual não desencadeie alguma alergia. Fora isso, para evitar algum acidente, sempre deixe a bacia em um local seguro, onde não haja riscos de a bacia cair ou se movimentar.

E como a vaporização na pele é uma técnica que ocasiona uma limpeza mais profunda, recomenda-se realizar uma vez na semana, já que o nosso rosto precisa “descansar” após passar por esse processo.

Quais cuidados devo ter após a vaporização?

Ainda que você tome todos os cuidados que citamos acima, após ter feito a vaporização no rosto, existe alguns cuidados fundamentais que você deve tomar. Como a o vapor irá abrir os poros, é recomendável não se expor ao sol nem a possíveis agressões externas.

Afinal, a pele está mais sensível e suscetível a receber agressões como poluição, raios UV etc. Inclusive, se após a vaporização você extraiu cravos e espinhas, esse cuidado deve ser redobrado, pois a pele ficará ainda mais sensível.

Rosto de uma mulher com sarda e uma espinha na bochecha.
Mesmo que você tome todos os cuidados ao fazer a técnica de vaporização na pele do rosto, é importante que você tenha certas atitudes após a realização desse procedimento.
(Imagem: Ike louie Natividad via Pexels)

Se possível, ao final da vaporização, aposte em uma boa hidratação ou esfoliação. No entanto, a hidratação é mais recomendada. Afinal, como os poros estão abertos, a pele irá receber com mais facilidade as propriedades benéficas do seu creme.

A vaporização é para todo tipo de pele?

Sim, qualquer tipo de pele pode fazer vaporização, mas alguns detalhes devem ser salientados a essa questão. Primeiro, se a sua pele for oleosa, certamente ela irá se beneficiar mais dessa técnica, visto que a vaporização tende a diminuir a oleosidade.

Sendo assim, caso o seu rosto for muito oleoso, é até possível fazer a técnica duas vezes na semana. Agora, caso você tenha a pele do tipo seca, a vaporização também pode ser utilizada, mas com uma certa cautela.

Como a vaporização tende a diminuir a oleosidade, uma pele seca pode ficar ainda mais seca. Portanto, para esse tipo de rosto, recomenda-se deixar o rosto por menos tempo no vapor e sempre aplicar um óleo essencial.

Renato Dias

Veja Notícias

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos