Tioglicolato de amônia – Como é esse alisamento?

Tioglicolato de amônia – Como é esse alisamento?

Devemos usar o nosso cabelo da maneira com o qual nos sentimos confortáveis e, muito além de estética, cabelo também é uma representação da nossa personalidade. Por isso, se você está à procura de uma técnica que alise os fios, pode ser interessante saber mais a respeito do tioglicolato de amônia. Sendo assim, se você quer saber mais sobre esse assunto, é só continuar nesse artigo!

Mulher com cabelo alisado com tioglicolato de amônia
Se você gosta de estar com os cabelos sempre lisos, certamente deve conhecer o alisamento com tioglicolato de amônia. Quer saber mais sobre esse procedimento? Então é só continuar nesse artigo.
(Imagem: Владимир Васильев via Pexels)

Como estamos falando de um procedimento químico, antes de realizá-lo, alguns cuidados são essenciais, como por exemplo se certificar de que o seu cabelo está saudável para receber o produto. Portanto, é essencial que você invista em um cronograma focado na reposição de alguns nutrientes, justamente para garantir de que o seu cabelo passará pelo procedimento com o mínimo de dano possível.

Sem sombra de dúvidas, realizando o cronograma da forma correta, certamente o seu cabelo estará mais bem preparado para receber o alisamento através do tioglicolato de amônio. Mas, antes de apostar nesse procedimento, é essencial saber mais a respeito dessa técnica, e esse será o nosso assunto nos próximos parágrafos.

O que é tioglicolato de amônia?

O tioglicolato de amônia nada mais é que um químico bastante conhecido e utilizado para substituir o formol, uma vez que ele já foi proibido pela ANVISA. Esse composto é usado em procedimentos de alisamento, relaxamento, permanentes ou simplesmente para diminuir o volume das madeixas, tudo depende de como ele será aplicado.

Basicamente, esse químico é capaz de alterar a estrutura capilar e, como consequência, torna-se possível o alisamento e alinhamento dos fios. O tioglicolato de amônia é da família dos tioglicólicos, que são capazes de oferecer liso total ou apenas para diminuição de volume.

Como o tioglicolato de amônia age nos fios?

Apesar de o tioglicolato proporcionar alisamento, ele age de uma forma um pouco diferente do que talvez você esteja acostumada. A sua ação se dá por conta da quebra de pontes de dissulfeto nos fios enrolados, facilitando o manejo e a mudança da forma e estrutura do cabelo.

Após quebrar essas pontes de dissulfeto, o tioglicolato se infiltra no córtex do cabelo para promover o alisamento. E é a partir dessa mesma quebra que o tioglicolato transforma a cisteína, permitindo a remodelagem dos fios.

Geralmente, após a aplicação desse produto, há-se o realinhamento térmico, que é quando se utiliza alguma fonte de calor como secador e/ou chapinha para potencializar os resultados. E, através desse realinhamento, os fios ficam mais alinhados e brilhantes.

Quem pode optar pelo alisamento a base de tioglicolato de amônia?

O tioglicolato de amônia, apesar de ser um químico, não é tão “poderoso”. Isso quer dizer que o seu uso é mais recomendado para mulheres que tenham os cabelos ondulados ou levemente cacheados. Se você tem um cabelo 4c, por exemplo, e quer alisar, essa não é a técnica mais indicada.

Fora isso, os cuidados básicos devem ser tomados. Ou seja, é um produto contraindicado para mulheres gestantes e crianças. Ademais, se o seu cabelo está fraco, elástico quebradiço ou com um aspecto não saudável, o seu uso também deve ser postergado, pois nesses casos o tioglicolato pode ocasionar em quebra química.

Então, não deixe de conversar com um especialista para que ele possa avaliar a saúde dos seus fios e determinar se esse tipo de alisamento pode ser aplicado no seu cabelo. Cabelos descoloridos ou com outras químicas até podem receber esse alisamento, mas apenas quando o fio for devidamente analisado por um profissional.

Inclusive, é bom salientar que caso o seu cabelo seja descolorido, os seus fios não podem receber mais do que 50% do tioglicolato. Sendo assim, é indispensável o manuseio e aplicação por parte de um especialista.

Quais cuidados devo tomar após a aplicação?

Estamos falando de um procedimento químico que, invariavelmente, irá danificar um pouco o seu cabelo. Sendo assim, um dos cuidados primordiais é aumentar a hidratação, nutrição e reconstrução dos seus fios, pois certamente eles irão precisar.

Se possível, procure manter uma rotina de cuidados diários ou mesmo investir em um cronograma capilar. Fora isso, uma dica interessante é optar pelo uso de algum produto que contenha proteção solar, como um leave-in ou protetor térmico.

Mulher com cabelo preto e blusa branca colocando a mão na nuca.
Como se trata de um procedimento químico, alguns cuidados específicos são necessários. Seguir a risca cada um deles é fundamental para que o cabelo continue saudável e que o resultado perdure por mais tempo.
(Imagem: Ehsan via Pexels)

Ademais, um cuidado indispensável é que você não utilize outras bases alisantes, pois o tioglicolato de amônia não é compatível, podendo deixar os seus fios emborrachados e resultar no corte químico.

Então, recomendamos que você fique longe de outras químicas, especialmente a guanidina, por um prazo de pelo menos 6 meses. Fora isso, tome cuidado redobrado com cloro de piscina e intensidade dos raios do sol.

Renato Dias

Veja Notícias

Deixe o seu comentário! Os comentários não serão disponibilizados publicamente

Outros artigos